CADASTRO  ::   CLASSIFICADOS  ::   FALE CONOSCO   ::   PARTICIPE   ::   ANUNCIE
:. Página Inicial
:. Adicionar aos Favoritos
Google
  CIENTÍFICA
  Cursos
  Fórum
  Links

 
  WEBTURMAS
  Mural

  Turmas
  
  SERVIÇOS
  
  UTILIDADES
  
 
 
Webturmas | Turmas | 49ª Turma de Odontologia da Universidade de Passo Fundo | História
49ª Turma de Odontologia da Universidade de Passo Fundo

 

DISCURSO DE FORMATURA ODONTOLOGIA UPF 2000/II

Num primeiro momento, agradeço a minha turma de uma maneira especial, meus queridos colegas, pela honra de mais uma vez poder representá-los. Que eu seja porta-voz de cada um de vocês, neste momento em que tantas cenas passam pela nossa memória e a emoção se faz presente nas nossas expressões.
Antes de mais nada, por acreditarmos num Ser superior que cremos de várias maneiras, agradecemos a Deus, que nos deu o dom da vida, nos deu saúde, inteligência para que hoje pudéssemos estar aqui, celebrando essa vitória. As dificuldades que vieram serviram para nos tornar fortes. Agradecemos porque nossas preces foram ouvidas e nunca ficamos sem respostas. Agradecemos ao Deus que permitiu que nossos destinos se cruzassem, que os nossos nomes estivessem juntos no listão dos aprovados do vestibular do curso de odontologia da Universidade de Passo Fundo...E a nossa vitória estava apenas começando.!
Éramos bixos, novatos na universidade. Fomos batizados pelos veteranos e de uma forma especial nos deram boas vindas. E assim como quando crianças aprendemos a andar, aqui demos nossos primeiros passos, um tanto incertos, mas aos poucos iam se tornando mais seguros. Começamos a nos conhecer e passávamos muitas horas juntos, nas aulas, intervalos e nas nossas festas, rodas de violão...

Aos poucos nossos laços de amizade ficavam cada vez mais fortes e aprendíamos a repartir nossas ansiedades, nossas alegrias e a saudade da família, para os que que vinham de longe. Aprendemos que o que importa não é o que temos nessa vida, mas quem temos na vida. Percebemos o quanto nos parecemos com nossos pais... Mais do que possamos imaginar....Aprendemos que não devemos nos comparar uns com os outros, mas com o melhor que podemos fazer. Aprendemos que competência depende de esforço e dedicação, que paciência requer muita prática. Aprendemos que a a maturidade tem mais a ver com as experiências que tivemos e o que aprendemos com elas, do que quantos aniversários celebramos. Aprendemos a lidar com seres humanos, nas disciplinas básicas, na anatomia, a começar pelos cadáveres cujos corpos permitiram nosso aprendizado. A eles nosso respeito. Na histologia, lições para a vida com o Verardi...Microscópios, lâminas de bactérias quase invisíveis na microbiologia . Fórmulas e nomes estranhos na bioquímica e na fisiologia...E assim íamos crescendo no nosso curso, aprimorando as nossas habilidades técnicas e aprendendo a conquistar nosso espaço.
Nossa história se tornava cada vez mais viva, quando tivemos nossos pacientes...Ansiedade, medo, e muita expectativa. Difícil controlar tudo atrás dos nossos jalecos, máscaras e luvas. Indescritível a sensação de realizar a primeira anestesia, ou a sensação de aliviar a dor de alguém...

Algumas vezes bastava ouvi-los e dar-lhes a atenção que mereciam, e já se sentiam confortados por repartirem conosco seus medos. Não foram poucas as vezes que nos presentearam com cucas, chimias e presentes singelos, mas que pra nós significava o reconhecimento pelo nosso esforço, nosso trabalho.
Aos nossos pacientes que souberam ser pacientes conosco, com nossa inexperiência, fica o nosso carinho,nosso respeito, nossa gratidão por permiterem que os conhecimentos téoricos dos livros tomassem vida através das nossas mãos.
Provas teóricas e trabalhos práticos, dúvidas e muitas dificuldades. Porque a verdadeira odontologia exige de nós paciência, persistência, é um exercício diário da arte de fazer e refazer e tentar fazer cada vez melhor.

Nossos mestres nos mostraram que nossas mãos só podem fazer aquilo que realmente sabemos : “Deixai que os olhos venham antes que as mãos e o cérebro antes dos dois.”
Professores, educadores...Vocês nos ensinaram muito e muitas vezes queríamos nos espelhar em vocês, ter nas mãos a mesma destreza das suas. Quantas vezes, atentos, observamos a habilidade de vocês de transformar coisas simples em obras de arte. Vamos nos sentir um tanto órfãos por não termos mais vocês ao nosso lado. Agradecemos por suas presenças constantes em nossos dias, nossa vida acadêmica. Por serem conselheiros e muitas vezes nos adotarem como filhos e filhas.

Por repartirem suas experiências conosco, por terem nos moldado, nos ensinado que antes de sermos cirurgiões dentistas, precisamos ser mais humanos e saber lidar com as pessoas. Obrigada pelos puxões de orelha, notas baixas, mas também pelo incentivo e sinceramente, pelos mestres que foram e sempre continuarão sendo para nós, parte da nossa história e das lembranças que deixaremos aos nossos filhos e netos. Os dias passavam, tantas idas e vindas...E a nossa passagem por essa Universidade daria um livro cheio de personagens dos mais diversos e originais:
Temos o Elisandro pra nos fazer rir incessantemente com suas imitações, com seu bom humor cativando todo mundo.
A Viviane, nossa colega dedicada que com sua letra e seus cadernos caprichados, eram motivo de disputa na véspera das provas...A Lia nossa advogada da turma. A Sílvia que muitas vezes ia de trancinhas pra aula, animada, ajudou muito na nossa festa dos 100 dias.. O Rafael Antônio que carinhosamente chamamos de Batata por ser baixinho. A Mônica que sempre tinha uma história pra nos contar, uma vez até o maninho dela assistiu à aula conosco! A Andrea com suas boas gargalhadas e seu jeito divertido. Temos a tesoureira mais querida...A Jalusa Viecili, que com sua dedicação sempre nos surpreendeu pela sua organização. Temos a nossa Top model Larissa, sempre muito bem arrumada, perfumada, vaidosa...Sempre com um bom salto alto...A Adriane sempre meiga, falava pouco e bem baixinho, mas sempre disposta a ajudar.
O Rafael Soligo, nosso Pilika que no ínicio da faculdade só pensava na chegada de sexta feira pra voltar pra Erexim, tímido...Hoje é o mais falador, é nosso anjinho ruivo protetor da turma. A Sandra, alegre e tranquila, sem se estressar por qualquer coisa! A Mônia, sincera e com o dom da palavra, sempre com argumentos fortes, pessoa de muita fibra e personalidade. O Luciano Silva, nosso Gonza, brincalhão e amigo, trouxe ovelhas deliciosas lá de São Luiz Gonzaga pra nossos churrascos. A Jalusa Bonfada, com seu jeito louquinho de brincar com todo mundo...Ao invés de falar ela grita, e dança e nem se importa como que os outros vão falar...O Nico, nosso Luciano Peiter, com suas histórias imitando a Dona Isolda, e de vez em quando com umas mentirinhas daquelas bem pequenininhas. A Fernanda, gente fina, meiga e às vezes um pouquinho braba mas com um coração enorme.. O Cristian, nosso Nego, manteiga derretida, chora por qualquer coisa, nosso violeiro animador das festas, sempre com mil e uma piadas nas aulas. O Vicente, com seu jeito tranquilo e com os olhos azuis mais lindos da faculdade...
A Liziane que ainda traz no seu sotaque a saudade do tempo em que esteve longe da sua família em outro lado do Brasil, em Rio Verde, Goiás. O Daniel que sentava sempre lá no fundo, às vezes tirava uns cochilos, mas nas nossas festas se revelava tocando violão... O Juliano ganhava tantos presentes dos pacientes, que repartia com todo mundo... Prova da sua competência e dos trabalhos maravilhosos que fez durante a faculdade. Colorado, veio de Sta Catarina pra nos dar a lealdade da sua amizade. A Grasiela que sempre foi muito prestativa aos trabalhos da turma ,colaborou de uma forma especial, inclusive emprestou sua casa para nossas festas. O Lúcio, o patrão do nosso CTG, elegante e com sua postura, sempre foi o doutor da turma, declamando poesias nas nossas festas. A Luciane também muito dedicada, apresentava trabalhos com desenvoltura de professora, além de adorar as crianças da odontopediatria. O Humberto, nosso farelo de cuca, com suas risadas escandalosas, nas festas é o dançarino, brincalhão e político que conhece todo mundo da faculdade.O Cristiano Busato, mais dedicado que ele impossível. Nosso colega nota 10, que além de estudioso era também festeiro e organizou as grandes festas da nossa turma. A Dioni, nossa alemãzinha lá de Guarani da Missões...Com seu jeito querido e meigo conquistou todo mundo. A Luciana, nossa Pitty, a festeira de marca maior. Quando não entendia as piadas, só conseguia rir meia hora depois...A Ricarda, prenda gaudéria da fronteira, veio de Quaraí, bastava ouvir uma música gaúcha pra o coração bater mais forte e ela sair dançando...
Esses personagens são vencedores nesse novo dia de um novo tempo que começou, nossos sonhos já são verdade e o futuro já começou. Hoje a festa é sua, nossa e de todos vocês que vieram.

Talvez, nesse novo tempo não tenhamos mais maletas pesadas pra carregar nas idas e vindas das clínicas, mas teremos a mesma vontade de trabalhar e ser cada vez melhores..e tomara que possamos construir e espalhar sorrisos no dia-a-dia da profissão que escolhemos.
Talvez não tenhamos mais provas pra testar nossos conhecimentos, nossa maior prova será o desafio de estarmos sozinhos.
Colegas...Se depois das férias não tiver mais um dia pra nossa rematrícula, se não tiver mais plantão, e nem um dia certo pra começarem as aulas...Se fizer falta aquele abraço e mesmo que não haja mais o nosso convívio... quero que vocês saibam que: “A NOSSA HISTÓRIA NÃO ESTARÁ PELO AVESSO ASSIM SEM FINAL FELIZ, TEREMOS COISAS BONITAS PRA CONTAR E ATÉ LÁ, VAMOS VIVER, TEMOS MUITO AINDA POR FAZER, NÃO OLHEM PRA TRÁS, APENAS COMEÇAMOS, O MUNDO COMEÇA AGORA....APENAS COMEÇAMOS.”

Letícia Lese Monteiro
oradora

 

IMPRIMIR   ::   TOPO   ::   PÁGINA INICIAL   ::   FALE CONOSCO   ::   ANUNCIE
Todos os direitos reservados. Copyright© 2002/2005, www.webodonto.com ®